Prevenção ao Câncer

Qualquer um pode estar suscetível ao câncer, mas o estilo de vida que decidimos pode ser capaz de nos proteger e evitar que a doença se instale em nosso corpo.


Mulher madura em cadeira de rodas sorrindo.
Você sabia que seu estilo de vida influencia diretamente na sua saúde?

Você sabe afinal o que é o câncer?

Câncer é o termo usado para designar mais de 100 tipos de doenças malignas com um ponto em comum: o desordenado crescimento de células que podem invadir tecidos e/ou órgãos, tomando conta de seu corpo.

Essas células têm a capacidade de dividir-se muito rapidamente, com a tendência de serem bastante agressivas e incontroláveis, chegando em um ponto em que começa a formação de tumores que, por sua vez, espalham-se para outras regiões do corpo. São diferentes tipos de câncer pois são diferentes tipos de células, como os carcinomas que afetam as células dos tecidos epiteliais (pele e mucosas) ou o sarcoma que afeta as células dos tecidos conjuntivos (osso, músculo e cartilagem).

O câncer pode afetar qualquer pessoa. Embora existam fatores de risco que não são modificáveis e expõem mais uma pessoa ao câncer, como a genética e mutações herdadas, a idade ou o sistema imunológico, existem outros que chamamos fatores modificáveis, seria dizer, fatores que você consegue mudar e transformar em seu estilo de vida e que vão aumentar sua proteção contra o câncer, uma vez que muitos casos são evitáveis.

Mulher madura com câncer sendo apoiada por mulher ao seu lado.
Muitos fatores podem contribuir para a prevenção de doenças como o câncer.

Não à toa, estima-se que de 30 a 50% dos casos de câncer podem ser preveníveis se estilos de vida saudáveis forem adotados, com medidas que evitem a exposição a carcinógenos. Dentre esses fatores modificáveis, encontramos a nutrição adequada, a prática da atividade física e o bem-estar emocional.


Esses três fatores não são novidade para ninguém, mas assustam quando paramos para pensar que vivemos tempos em que há a tendência da diminuição de atividade física, da piora alimentar e da composição corporal, do estresse e da ansiedade, e tudo isso somado às projeções de envelhecimento da população mundial. Sendo assim, o sobrepeso e obesidade podem se tornar o principal fator de risco do câncer, então devemos olhar com atenção para essa tríplice aliança: alimentação saudável, exercício físico e saúde mental.

Jovem mulher procurando alimentos sadáveis na geladeira.
Alimentação balanceada pode resultar num sistema imunológico mais resistente.

Primeiro pilar: Alimentação

Uma nutrição inadequada propicia um ambiente desordenado nos níveis celular e molecular, danifica o DNA e leva ao desenvolvimento do câncer. Não só apenas por esse fato, mas uma alimentação não balanceada vai favorecer o sobrepeso e a obesidade, fatores de risco para o câncer uma vez que estão associados a mediadores inflamatórios e anormalidades metabólicas e endócrinas que também promovem o crescimento celular desordenado.

Por isso, vale ressaltar alguns pontos importantes em relação à alimentação:


  • Invista em alimentos com potencial antioxidante e compostos fitoquímicos, pois o estresse oxidativo é carcinogênico. Invista nas frutas, legumes, vegetais e grãos integrais. Potentes anti carcinogênicos são as frutas vermelhas e cítricas, alguns chás como o de hibisco, fibras dietéticas, castanhas e leguminosas como o feijão. Alguns temperos também podem ser bons aliados, como o alho, cebola, canela, cúrcuma, gengibre, alecrim, manjericão e orégano;

  • Reduza o consumo de carnes processadas e fast foods, o alto teor de sal pode resultar em danos ao revestimento da mucosa do estômago, levando à inflamação e à colonização por Helicobacter pylori;

  • Reduza o excesso de açúcar, como os doces e refrigerantes, uma vez que vão ajudar na resistência insulínica e ganho de peso;

  • Cuidado com o consumo de álcool, ele aumenta a produção de metabólitos carcinogênicos e também tem tido associação com alterações no metabolismo hormonal que traz como uma de suas consequências, o câncer;

  • Priorize os orgânicos. Os agrotóxicos são disruptores endócrinos. Eles são substâncias exógenas (que não são produzidas no nosso corpo, vêm de fora) que têm ações como os hormônios em nosso corpo. Esse fato vai causar alterações na função fisiológica em nosso corpo e, a longo prazo, vai influenciar de forma negativa as glândulas de nosso sistema endócrino, interferindo na ação de nossos hormônios.

Três mulheres praticando ioga no parque.
Em todas as fases da vida é imprescindível atividade física regular.

Segundo pilar: Atividade física


A atividade física tem a capacidade de exercer efeitos benéficos sobre o risco de câncer por diversos mecanismos:

  • Redução da resistência à insulina e dos níveis de insulina em jejum;

  • Redução da inflamação;

  • Redução dos níveis circulantes de estrogênio;

  • Redução da gordura corporal, em particular da visceral, e consequentemente da obesidade;

  • Redução de problemas cardiovasculares;

  • Capacidade imunomoduladora, melhorando a imunidade e promovendo a vigilância do câncer;

  • Diminuição do estresse oxidativo e melhora do reparo do DNA

E por último, mas não menos importante, a endorfina liberada no exercício físico vai colaborar para o bem-estar e melhora da saúde mental, nosso terceiro pilar!

Mulheres sorridentes caminhando na beira da estrada.
Bem estar emocional é pilar fundamental na prevenção a doenças.

Terceiro pilar: Bem-estar Emocional

Tão importante quanto focar nos aspectos físicos da saúde, é focar na saúde mental. Ela tem influência em diversas doenças, que começam inclusive primeiro no mental para depois chegar ao corpo físico, e o câncer pode ser uma delas.

Um grande motivo para as pessoas adoecerem fisicamente quando o mental não está bom? Elas têm menos vontade de se cuidar e de tomar qualquer medida necessária.

É bom nos atentarmos ao nosso aspecto mental pois ele pode ser um gatilho e levar o corpo a padecer por causa de doenças mais graves:

  • Excesso de mal-estar emocional;

  • Sentimentos como tristeza, medo ou ansiedade;

  • Presença de algum transtorno mental como TDAH, TOC ou esquizofrenia.

Identifique como está sua saúde mental, fique de olhos nos sintomas, busque alternativas para tratá-la, inclusive por meio da boa alimentação e da atividade física. Prevenir é sempre o melhor remédio.



E por último, lembre-se que é sempre importante fazer exames médicos regulares para ver como está sua saúde, principalmente se você tem histórico de câncer. Exames de sangue, de imagens, mamografias, preventivos, tomografias, visitas ao urologista e ao dermatologista, tudo é importante e faz parte das estratégias usadas pela medicina para a busca da detecção precoce do câncer.


__________________________________________________________________________________ Esse conteúdo te foi útil? Se você ou alguém que você conhece tem dúvidas sobre o tema, entre em contato conosco! #fisioterapia #centrodereabilitação #reabilitacao #saude #qualidadedevida #prevencaoaocancer #bemestar #saudeemevidencia #sjc #saojosedoscampos #sjcampos


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo