Atividade física e bem-estar

Atualizado: 3 de mai.

Você sabia que a atividade física é muito importante para garantir uma boa qualidade de vida? Essa relação é simples, quando adquirimos hábitos de vida saudáveis como a alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos, garantimos maior sucesso no bom funcionamento do nosso organismo.

Mulher praticando ioga na sala de casa.
Com o início da prática da atividade física, saúde física e mental apresentam grande melhora.

Quem começa a praticar atividade física ganha também controle emocional, aumento da autoestima, diminuição da ansiedade e melhora no humor. A relação atividade física e bem-estar é direta e extremamente benéfica.


As atividades físicas estimulam a produção do hormônio endorfina pela glândula hipófise, presente em nosso cérebro. Conhecido como hormônio do prazer, ele tem como principal característica a capacidade de gerar em nosso corpo sensações agradáveis, de felicidade e de alegria.


A endorfina é produzida naturalmente por nosso corpo, porém, algumas estratégias podem aumentar sua produção e, consequentemente, gerar mais sensação de bem-estar. Um exemplo é a da prática de atividade física, que intensifica a ação do hormônio, gerando assim uma potente ação analgésica, estimulando sensações de conforto, melhoria no humor, alegria e de disposição dos praticantes.


Com a prática da atividade física é possível prevenirmos uma série de doenças e transtornos, além de proporcionar mais energia para encarar o dia-a-dia.

Se considerarmos que a qualidade de vida é sinônimo de bem-estar, podemos dizer que a atividade física exerce grande influência no bem-estar, não apenas no físico, mas também no bem-estar emocional.

Mulher idosa levantando haltere com auxílio de profissional de educação física.
A prática da atividade física previne uma série de doenças, transtornos e nos motiva no dia-a-dia.

Com a pandemia de COVID-19, os exercícios físicos também sofreram adaptações, limitando academias, exercícios em grupo e até mesmo ao ar livre. A mudança no comportamento também foi notável, uma vez que o suporte à saúde física e mental que a atividade física oferece ficou desfalcada.


Sabemos que foi um momento difícil e agora, com maior controle pandêmico, ficou mais fácil e possível a volta - ou início - às academias ou qualquer tipo de prática de exercício físico. E essa prática deve ser considerada uma prioridade, deve ter alguns minutos de seus dias reservados para ela, não apenas para o bem-estar, mas também para garantir melhor imunidade e evitar desordens metabólicas físicas e mentais.



Os praticantes de atividade física frequentemente relatam diversos benefícios quando a prática é recorrente, tais como:

  • mais energia;

  • mais disposição ao longo do dia;

  • melhora do condicionamento físico;

  • sono mais tranquilo;

  • melhora da memória e da concentração;

  • melhora da imunidade;

  • melhora da qualidade do sono;

  • melhora da qualidade da pele;

  • controle do estresse;

  • sensação de positividade;

  • melhora do humor;

  • melhora da auto estima;

  • melhora de sintomas depressivos e da ansiedade.

Idoso correndo na cidade.
A prática diária de atividade física é de extrema importância para a manutenção da saúde e bem estar.

Além deles, há também os benefícios que não percebemos mas que estão presentes, como:

  • controle da pressão arterial;

  • controle do índice glicêmico;

  • diminuição dos níveis de colesterol e triglicérides;

  • diminuição do risco de doenças cardíacas;

  • fortalecimento de ossos e de articulações;



Diante todos esses benefícios, a atividade física se torna uma boa estratégia para a prevenção para quem busca uma vida mais leve e boa saúde física e mental. Ela ajuda também como forma de complementar outras formas de tratamento, como na potencialização do efeito de medicações, em casos em que elas são necessárias, e em outras formas de terapia como as psicológicas ou alternativas.


Elas podem ser feitas em qualquer idade ou fase da vida, mas claro que o tipo de exercício, intensidade e frequência vai variar de acordo com gostos, rotina e limitações de cada indivíduo. Antes de começar qualquer atividade física, é importante verificar o estado de saúde geral por meio de exames médicos, a fim de avaliar articulações e funcionamento cardíaco, principalmente, e sinalizar se há algum tipo de exercício que não seja indicado ou se, em caso de alguma patologia, qual seria a indicação ideal para melhora do quadro. Em casos de alguma doença, idosos, gestantes ou pessoas acima do peso, um profissional de educação física para acompanhamento é extremamente indicado.

Idosa em cadeira de rodas levantando haltere com ajuda de uma fisioterapeuta.
As Atividades físicas devem se adaptar às limitações de cada indivíduo.

O início da atividade física nem sempre pode ser fácil. Algumas pessoas acabam se rendendo à preguiça e ao cansaço, mas, quando o vencem, percebem que o balanço positivo da prática do exercício é muito maior.

Devido também ao sedentarismo e falta de costume, é recomendado que, no início, sejam realizados exercícios mais leves, tanto em força como em frequência e intensidade, aumentando gradativamente conforme a prática for acontecendo.


Então vale qualquer atividade física para se sentir bem? Sim!

Escolha aquela que te agrada, que te dá ânimo de ir treinar e foque nisso! Foque no seu bem-estar e na sensação gostosa depois da prática, seja de dever cumprido, seja de qualidade de vida. Aproveite para começar 2022 com o pé direito e com os exercícios em dia!


 

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário ou sugestão para sabermos qual conteúdo você quer ver por aqui!


#atividadefisica #bemestar #fisioterapia #reabilitacao #saude #qualidadedevida #saudeemevidencia #sjc #saojosedoscampos #sjcampos

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo